Estudante da UFRB é premiado por pesquisa na 45ª Reunião Anual da Sociedade de Química

O estudante do curso de graduação em Química, Andrei Marcelino Sá Pires Silva, da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), foi premiado pelo trabalho “Design de um novo material conversor de luz a base de Eu3+ combinado com o ligante natural lapachol e (EuDBM)3.2H2O”, no principal evento de Química do Brasil e um dos maiores da América Latina – 45a Reunião Anual da Sociedade de Química – realizado em Maceió (AL).

Estudante de Iniciação Científica do Grupo de Materiais Fotônicos, Andrei Silva foi orientado pelo professor doutor Jorge Fernando Silva de Menezes, e apresentou o trabalho em sessão oral da área de Materiais (MAT), no último dia 01 de junho.

Na sessão sobre a área de Materiais foram aceitos 108 trabalhos, dos quais 18 foram indicados para apresentação oral e três foram premiados – um deles é o trabalho de Andrei, bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Cientifica (PIBIC), financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). 

O trabalho de Andrei busca usar materiais de baixo custo (serragem de ipê), na formação de um novo material (EuDBM)3.2H2O, que terá suas propriedades farmacológicas testada em uma nova etapa da pesquisa científica. A novidade do trabalho é a combinação de um material de baixo custo (o lapachol) com sistema a base de lantanídeos com a possibilidade de resposta farmacológica como um fungicida ou marcador antitumoral.

O orientador, professor Jorge Fernando, disse que “a premiação de Andrei enche de orgulho a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), em especial, o Centro de Formação de Professores (CFP), em tempo de retomada dos eventos científicos”, destaca.

A premiação do estudante foi a indicação como melhor trabalho o que garantiu a Andrei como incentivo, um livro na área de luminescência de lantanídeos, ofertado pelo autor principal do livro.

45ª RASBQ

A 45ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química foi realizada na cidade de Maceió, congregando, de forma maciça, pessoas do Brasil e do exterior, entre estudantes, professores e pesquisadores da área de Química e afins. 

Este ano, a reunião teve como tema “Química Para o Desenvolvimento Sustentável e Soberano” e com o ápice do lançamento do Movimento Química Pós 2022 – Sustentabilidade e Soberania, cujo objetivo é de promover reflexões sobre como a Química pode contribuir para a sustentabilidade e a soberania do Brasil.

O Movimento foi concebido tendo em conta três pontos: a comemoração em 2022 do bicentenário da Independência do Brasil; a promulgação pela Assembleia Geral da ONU de 2022 como o Ano Internacional das Ciências Básicas para o Desenvolvimento Sustentável (sigla IYBSSD 2022); a dependência de nosso país de insumos químicos importados, bem como de itens e equipamentos diversos, caracterizando flagrante falta de soberania nessas questões, como claramente escancarado pela emergência sanitária causada pela pandemia de Covid-19.

O Movimento, que fará parte das atividades do IYBSSD 2022 e das comemorações Brasil 200 Anos, Rumo às Independências (coordenadas pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC), é composto por diversas frentes, as quais estão sendo supervisionadas pela diretoria da SBQ.

Uma dessas frentes é a produção de um documento de ações bem definidas e metas para promover a sustentabilidade e a soberania brasileira através da Química até 2050, levando em conta marcos da ONU para o desenvolvimento sustentável (2030) e para a emissão zero de carbono (2050). Este documento, a ser publicado em Química Nova, será apresentado e discutido no simpósio temático da 45ª RASBQ.

Confira a apresentação de Andrei Silva:

Source: UFRB